Ainda mais motivo de vergonha para os estudantes.

0 comentários

Na manhã desta segunda – feira dia 02 de agosto o presidente do Grêmio Estudantil Aldo Felinto da Escola Estadual José Calazans Freire, o aluno Edinael Castro de Melo recebeu a tão sonhada confirmação da subsecretária da juventude do nosso estado a qual corresponde a SEJUV, a senhora Mada Maia comunicou hoje ao presidente que estará em nossa cidade no dia 26 de agosto na abertura solene do I – Congresso Estudantil do Município de Upanema que está sendo organizado pelo Grêmio, Calazans Freire e SINDSERPUP.
Será motivo de vergonha para todos nós receber uma autoridade igual a essa em um lugar tão quente como o Clube Municipal, além disso, o cheiro de morcego chega a ser insuportável, dizemos isso por que o maior prédio com capacidade para receber tanta gente é o Anfiteatro más esse está fechado sabe – se Deus ainda por que.

Falamos com o secretário de turismo o senhor Anaxsimandro Eudson e ele nos informou que daqui pra lá a espectativa é que o anfiteatro esteja pronto, caso contrário é melhor nem chamar máis ninguém. 


Já na Câmara Municipal, melhor nem falar.

Solicitação de desculpas ao Jornal de Upanema.

2 comentários

Mais uma vez o Grêmio Estudantil Aldo Felinto vem a público no anseio de pedir desculpas aos dirigentes do Jornal de Upanema pela postagem anteriomente postada nesse blog, queremos dizer que ao contrário da postagem temos um grande respeito e maior extima por essas pessoas que fazem esse jornal, extima maior pela pessoa do Professor Silva Junior.

Esse foi mais um erro ocorrido dentro do Órgão de Divulgação do GEAF que será avaliado, apurado e após isso tomaremos as providências cabíveis, exonerando todos esses membros.
Quero avisar que EU EDINAEL CASTRO DE MELO, presidente dessa entidade não tenho nada a ver com isso até por que os membros desse jornal e blog nunca se opuseram a divulgar nossos projetos e idealizações.

NO MOMENTO PEÇO MIL E  UMA DESCULPAS AO PROFESSOR SILVA E JOSIEL PELO COMENTÁRIO POSTADO.

Olhos voltados para a política.

1 comentários
É notável ver hoje em dia em todos os blogs de nossa cidade ou mesmo de todo o Brasil as notícias relevantes a política local, regional e nacional, em Upanema não é diferente assim como nosso blog que também não é, o que muda nisso tudo o que nós não fazemos politicagem igual a muitos de nossa cidade.

Esses blogueiros deveriam esta preoculpados em levar a noticia aos seus leitores assim como fazemos más em vez disso estão se beneficiando através de uma ou duas partes políticas.

Se é pra falar nós falamos, doa á quem doer.

Conversando com Wilma de Faria

1 comentários
Wilma Maria de Faria nasceu em Mossoró, no dia 17 de fevereiro de 1945, é professora por formação e política por vocação. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, onde é professora (licenciou-se para exercer o cargo de Governadora) do Departamento de Educação do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas. Foi a primeira mulher a governar a cidade do Natal e o Estado do Rio Grande do Norte. É filiada ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) e disputará uma vaga no Senado Federal nas próximas eleições.


Por Max Almeida

Carreira Política
Wilma de Faria iniciou sua vida pública em 1979 ao ser nomeada para a presidência do MEIOS – Movimento de Integração e Orientação Social - pelo Governador do Rio Grande do Norte e, à época, seu marido, Lavoisier Maia. À época atendia pelo nome de Wilma Maia.

Em 1983, Wilma de Faria assume a Secretaria de Trabalho e Bem-Estar Social durante o primeiro governo de José Agripino Maia, cargo do qual se desvencilhou em 1985 quando, filiada ao PDS, disputa a sua primeira eleição e perde a prefeitura de Natal para o então deputado estadual Garibaldi Alves Filho. Em 1986 é eleita deputada federal a atua na Assembléia Constituinte. Seus votos em temas relacionados a direitos sociais e dos trabalhadores fizeram-na figurar entre os deputados nota 10, distinção concedida pelo Departamento Intersindical de Assuntos Parlamentares (DIAP).

Em 1988, Wilma já estava filiada ao PDT e vence a eleição para a prefeitura de Natal cumprindo um mandato de quatro anos ao final do qual, com a sua popularidade em alta, consegue eleger Aldo Tinoco como seu sucessor em 1992 quando já estava separada de Lavoisier Maia, fato esse que culminou no seu ingresso ao PSB. Em 1994, disputa a eleição para governador e fica em quarto lugar. Em 1996, já rompida politicamente com Tinoco, volta a disputar a Prefeitura de Natal com o apoio de José Agripino Maia e vence novamente.

Em 1998, rompe politicamente com José Agripino Maia e em 2000 recebe o apoio do então governador Garibaldi Alves Filho na sua reeleição para a Prefeitura de Natal. Em abril de 2002, renuncia à prefeitura para disputar o governo do estado, sendo eleita com 820.541 votos, correspondentes a 61,05% dos votos válidos.

Em 2006, candidata- se à reeleição para governadora, junto com o parceiro de chapa, Iberê Ferreira de Sousa. Numa disputa histórica com Garibaldi Alves, venceu no segundo turno com 824.101 votos, correspondentes 52,38% dos votos válidos.

No final de março de 2010, Wilma de Faria decidiu descompatibilizar-se do governo do Rio Grande do Norte e deixá-lo a cargo de seu vice, Iberê Ferreira, para que pudesse se candidatar ao Senado da República nas eleições gerais de 3 de outubro do mesmo ano.


News: Seu governo obteve aprovação da maioria do povo potiguar. A que a senhora atribui este resultado?

Wilma de Faria: Se for para resumir eu cito um dado: tiramos meio milhão de pessoas da miséria. Fizemos obras estruturadoras e com que o estado fosse o primeiro do nordeste em geração de empregos, a melhor renda per capita, o melhor  índice de desenvolvimento humano (IDH), enfrentamos mazelas históricas como a falta de saneamento, colocamos o Rio Grande do Norte no cenário regional, nacional e até internacional. Importávamos, por exemplo, toda a energia elétrica  consumida aqui. Em um só governo conseguimos sair do zero para a auto-suficiência e chegamos até a exportar energia com os parques eólicos, as usinas termelétricas  e a refinaria de petróleo Clara Camarão. Fomos o 1º estado a universalizar o programa Luz para Todos. As pessoas perceberam todos estes avanços e aprovaram nossa gestão.

News: Educação, Saúde e Segurança são os pontos desafios dos governantes. O que mudou no seu governo nessas áreas?

WF: Na educação, está aí o Estado todo com o direito - antes restrito a alguns - de cursar uma universidade. Ampliamos a nossa universidade  estadual, a UERN, para todas as regiões. Expandimos onde ela já existia como em Pau dos Ferros. Temos curso de medicina em Mossoró, de odontologia em Caicó e construímos uma sede própria em Natal. Conseguimos  com o governo federal a UFERSA, mais uma universidade federal em nosso Estado, assim como os IFRN`s – o  antigo CEFET/ETFRN -  que só existia em Natal e Mossoró e agora chegou em mais 11 cidades, inclusive Currais Novos e Caicó,  levando ensino profissionalizante de qualidade e voltado para as vocações econômicas e naturais de cada região. Algo jamais visto nesse Estado.


Na segurança enfrentamos o crime organizado. As quadrilhas foram desarticuladas. Designamos um comando profissional para a segurança, eliminando  as interferências políticas. Ampliamos os quadros da polícia e investimos em modernização, treinamento e iniciamos um trabalho preventivo com o Programa de Redução da Violência (PROERD) em que a polícia vai às escolas para evitar que os jovens se envolvam com as drogas. Mas esta é uma tarefa que deve mobilizar a todos. E estamos engajados nisto.

Na saúde,iniciamos uma nova trajetória. Não é só promover o tratamento e a cura das doenças. Onde fizemos saneamento básico é notória a redução da quantidade de pessoas procurando o serviço de saúde. Adoecem menos. Reduz gasto, desafoga o serviço. Regionalizamos o Samur, os hospitais, o Hemonorte e UTI´s. Em parceria com a Liga Norteriograndense Contra o Câncer, instalamos unidades de tratamento em Caicó e Mossoró. Mas saúde é um problema nacional e a solução não está nos Estados. Está na revisão geral e melhorias do sistema único (SUS), algo que é de competência do Congresso Nacional e que nós precisamos agir lá, para mudar e solucionar.

News: A senhora anunciouque faria o maior programa de saneamento e abastecimento do Estado. O seu governo conseguiu cumprir esta meta?

WF: Sim. Já em 2003, primeiro ano do meu governo, propusemos uma lei criando o Programa Estadual de Saneamento que definiu metas e recursos. Foi o maior investimento em saneamento básico já feito na história e que elevou de 25% para quase 60% a cobertura da rede em Natal e de 17% para quase 50% em todo o Estado. Mais do que dobramos tudo o que tinha sido feito por todos os governos que nos antecederam e deixamos o sistema de tratamento para 100% do que está sendo coletado e ainda do que vier  a ser executado em termos de rede coletora. A Estação de Tratamento de Esgoto Central, no Baldo, em Natal, já está despoluindo o rio Potengi. E fizemos isto, também no interior com obras de saneamento em Mossoró, Macau, Parnamirim, Apodi, Açu, Pau dos Ferros , além de muitas cidades.

Fizemos também a parte de água. O governo passado realizou um programa de adutoras que virou sua única marca com a implantação de pouco mais de 900 km de rede. O nosso governo, sem reivindicar isto como marca única, está conseguindo chegar a 1.500 km de adutoras até o final deste ano. Superamos em mais de 50% a marca do governo anterior. E fizemos isto  atendendo comunidades rurais que agora não precisam mais 'desviar água' para se abastecer já que nosso programa as incluiu, também, chegando nos lugares mais difíceis como as serras.

News: Quais outras obras foram  importantes para o Estado?

WF: Governamos para todos. Construímos 40 mil casas populares em todas as regiões. Recuperamos 1.500 km de estradas - praticamente toda a malha viária - e estamos com a meta de mais 500km até o final do ano. Fizemos a Ponte de Todos, em Natal. Também fizemos uma bela ponte em Macau impulsionando o desenvolvimento daquela cidade  e outra sobre o rio Piranhas-Açu, em Jucurutu, na BR 226, ligando o Seridó com o Oeste e facilitando o escoamento do ferro da mina que exporta para a China. Fizemos projetos como a Ilha de Santana de Caicó, que deu outro perfil à cidade tanto no carnaval como na festa da padroeira. Em Mossoró, urbanizamos avenidas, construímos praças de convivência e a duplicação do anel viário está em andamento. Nas principais cidades tem as centrais do cidadão, os restaurantes populares, as casas de cultura, os centros vocacionais tecnológicos, as escolas de inclusão digital em mais de 100 localidades. Se formos olhar na zona rural a quantidade  é enorme de pequenas obras como barragens , poços, cisternas, unidades de beneficiamento de leite, frutas, mandioca, cana-de- açúcar, mel de abelha enfim, muita coisa. Muita coisa, mesmo. 

News: Falando agora na política partidária, como é a relação da senhora com a candidata à Presidência da República Dilma Rousseff?

WF: Dilma é hoje uma amiga que conquistei ao longo dos mais de 7 anos de convivência, sempre tratando dos assuntos de interesse do Rio Grande do Norte. Tive nela o apoio para trazer projetos estruturadores para o Rio Grande do Norte como a duplicação da BR 101, a consolidação do aeroporto internacional de São Çonçalo do Amarante, as zonas de processamento de exportação, ZPE`s de Macaíba e Açú, a construção da BR 226, o programa Luz Para Todos, a implantação da Termoassu, a solução do problema do salgema do Espírito Santo que ia acabar com a economia do sal na região de Mossoró e assim por diante como a transposição do rio São Francisco.

News: Ter ocupado o cargo de prefeita de Natal, deputada federal e governadora ajuda ou atrapalha no processo eleitoral?

WF: Quando o governante tem realizações, obras, ações, programas, projetos para mostrar, como - graças a Deus - é o nosso caso, pode fazer campanha com um discurso consistente, firme, sincero, pedindo o julgamento do povo pelo que foi realizado. E até propondo comparativos com o que foi feito ou o que está sendo feito pelos que disputam conosco. E aí, nós superamos e muito os nossos adversários. Em qualquer campo, em qualquer comparativo.

News: Qual a sua avaliação sobre o atual cenário político do Rio Grande do Norte?

WF: Com novas forças políticas conseguimos protagonizar mudanças importantes na área social e na economia do Estado. Representantes do antigo esquema que dominou o estado com péssimos resultados, tentam retomar a situação em que vivíamos. Mas eu acho que o povo não vai permitir que isto aconteça. É fundamental consolidar e continuar os avanços que eu, demais companheiros como Iberê - nosso Governador - e o Presidente Lula fizemos pelo Rio Grande do Norte.

News: Que lição a senhora aprendeu como gestora na vida pública?

WF: Como em toda atividade humana, na política existem os bons e os maus. E eu tenho estado preocupada com o risco que se corre hoje em dia de se expulsar os bons políticos desta atividade, já que os maus usam de seus instrumentos e da sua falta de escrúpulos para se sobreporem. E o povo precisa saber diferenciar uns dos outros. Pelo bem do nosso estado e  país. A gestão pública no Brasil precisa se tornar mais eficiente,  dar respostas efetivas às necessidades e aos direitos das pessoas. Aliás, eu sou candidata ao senado, que é um cargo legislativo, exatamente para trabalhar por estas reformas e para fazer mais pelo estado  lá em Brasília. Coisas que daqui não dá para fazer.

News: O fato de ser mulher lhe trouxe problemas para a sua administração?

WF: Não para a minha administração, mas para mim sim, todo dia, até hoje. Preconceito, tentativas  de quererem que eu aceite determinadas situações só porque sou mulher e independente. Não tenho por traz de mim ninguém me protegendo nem me dizendo o que tenho que fazer. Mas sou muito feliz por estar dando a contribuição histórica ao estado, tendo sido a primeira prefeita de Natal e mulher a governar o Rio Grande do Norte, conseguimos mudar a forma como as mulheres são tratadas.

News: A senhora nunca teve o comando de um veículo de comunicação. Isso a prejudicou em algum momento?

WF: É uma situação desigual que chega à casa das pessoas todo dia, dizem o que bem entendem, e eu nada posso fazer nem para me defender dos ataques inverídicos que geralmente fazem contra mim. Eu prefiro enfrentar estas adversidades e me manter com a consciência tranquila.  Meu patrimônio pessoal e a minha renda mensal não dariam para comprar uma televisão, uma rede de rádios ou um jornal.

News: Isso não lhe assusta?

WF: Assustar, não assusta. Valho-me dos canais alternativos, como a internet, as rádios comunitárias e os  setores da imprensa que ainda guardam isenção. E tem, também, o horário eleitoral no rádio e na tv que quando se inicia nos dá uma oportunidade em pé de igualdade com os demais.

News: A senhora manteve uma parceria com o presidente Lula como governadora. E como candidata?

WF: O presidente Lula tem afirmado e reafirmado o seu total e irrestrito apoio ao nosso projeto político. E ter o apoio de um líder querido como Lula é algo que mostra que estivemos no caminho certo e ao lado dos que realmente amam o nosso país.

News: Hoje alguns dos seus aliados históricos estão na oposição. A senhora se sente traída por eles?

WF: Não tenho ressentimentos. Acho que as pessoas devem julgar - com o voto - o comportamento dos políticos. Entre ceder a um capricho de um chefe político com algo que seja contra o interesse público e me manter firme nos meus ideais e no meu compromisso com o povo, eu não penso duas vezes. Perco o apoio, perco a liderança, mas fico em paz com a minha consciência e com o meu espírito público.

News: Quais  são as suas principais metas caso seja eleita senadora?

WF: É bom que se observe que é lá, em Brasília, o centro das decisões do país. Que muitos dos problemas que enfrentamos aqui dependem de soluções que vêm do Congresso Nacional. O Rio Grande do Norte precisa urgentemente melhorar o nível de sua representação no senado. Renovar, ter gente que possa brigar pelo estado, pelos interesses legítimos dos que moram aqui. Eu pretendo dar um novo perfil à representação do Rio Grande do Norte. Por ter sido prefeita  e governadora, tenho a exata noção dos pontos que devemos atacar. Hoje eu posso dizer que sou uma das pessoas que melhor conhecem o Rio Grande do Norte, as suas carências e as suas potencialidades. Sei as batalhas que terei que travar nesta nova e ampliada fronteira, a do Senado da República. Posso adiantar aqui que vou propor mudanças nas leis para combater o avanço das drogas e da criminalidade, uma revisão do modelo de gestão e atendimento da saúde pública no Brasil, além das reformas política e fiscal para melhorar nossa representatividade política e para permitir a redistribuição de impostos com estados  e municípios.

News: Como a senhora espera que seja a campanha eleitora que vai enfrentar pela frentel?

WF: No que depender de mim será totalmente propositiva. O eleitor está cansado de ver político brigando com outro. Acho que somente aquele político que fez ou que está fazendo tem reais condições e credibilidade para poder propor novos feitos, novos projetos. O povo não está mais para acreditar em quem só fala, que está há anos exercendo cargos, no poder, nada fez e agora chega novamente prometendo 'mundos e fundos'. Que prevaleça o debate sério entre os candidatos permitindo  ao eleitor, cada vez mais esclarecido e consciente, refletir e comparar quem mais fez, faz e poderá fazer pelo nosso Estado.

News: O que Wilma de Faria gosta de fazer além de política?

WF: Ser a cidadã Wilma, que gosta muito da vida, que tem admiração pelas artes, que gosta de ler, de ver bons filmes e de ouvir uma boa música. Mas os momentos mais prazerosos são mesmo aqueles das coisas simples, de estar em casa no convívio da família.

Rosalba - 02

0 comentários
Conversando com Rosalba Ciarlini
Por Max Almeida
Rosalba Ciarlini Rosado nasceu em Mossoró no dia 26 de outubro de 1952 é uma médica e política brasileira. Neta do italiano Pietro Ciarlini, um dos precursores da prática do futebol no Rio Grande do Norte. Rosalba é médica pediatra formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Presidiu a filial da Unimed em Mossoró. Casada com Carlos Augusto Rosado, filho do ex-governador local Dix-Sept Rosado, tem quatro filhos: Lorena, Carlos Eduardo, Karla e Marlos.
Estreou na política em 1988 quando foi eleita, pela primeira vez, prefeita de sua cidade natal, na época pelo PDT. Elegeria-se novamente a prefeitura em 1996 e reeleita em 2000. Em 1994 concorreu como vice-governadora na chapa encabeçada por Lavoisier Maia Sobrinho, sendo derrotados ainda no primeiro turno para Garibaldi Alves Filho. Em 2006 foi eleita senadora da República pelo Rio Grande do Norte após uma dura disputa contra então senador Fernando Bezerra, por uma diferença de 0,76% dos votos.Seu 1º suplente é Garibaldi Alves, pai do senador Garibaldi Alves Filho. A senadora é presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado, pelo período de 2009-2011.
Max Almeida- Como você define sua posição política? Qual é a ideologia que a inspira?
Rosalba- Minha posição política sempre foi clara, transparente. Sou a favor dos projetos pelo desenvolvimento do  Brasil e RN, em qualquer situação e tenho dado provas disso. Mesmo quando a iniciativa vem do governo, como é o caso da transposição do Rio São Francisco, passo a ser  defensora. Foi assim desde o começo do meu mandato. Essa é a ideologia que sigo: o desenvolvimento e a justiça social.
Max Almeida- O que mais pesa em seu voto: o partido, o candidato ou as idéias?
Rosalba- O candidato. Tem que ter credibilidade, vontade de fazer e experiência que demonstrem ao eleitor que pode fazer e acontecer. Foi isso que fiz quando governei Mossoró. E tenho do povo do meu Estado esse reconhecimento.
Max Almeida- Você acha que a religião tem espaço na política?
Rosalba- Sou católica e respeito todas as religiões, todos os credos. Acredito que a igreja tem muito a contribuir na política. Através de parcerias é possível fazer um trabalho social. Foi com a igreja que Zilda Arns incluiu e difundiu a receita do soro caseiro. A pastoral da criança é a prova de que as transformações sociais podem vir através da prática religiosa.  A igreja evangélica também tem trabalho social igualmente significativo.
Max Almeida- Direita e esquerda são conceitos obsoletos?
Rosalba-A democracia tem um caminho único. No contexto atual não cabe mais segmentação. Esquerda e direita são sim, conceitos ultrapassados. A visão política atual é bem maior do que os velhos dogmas. As convicções políticas devem se basear na cidadania.
Max Almeida- Por que continua existindo fome no mundo?
Rosalba- Por conta das desigualdades sociais.
Max Almeida-Você colabora econômica ou ativamente com alguma organização social, ONG, etc.?
Rosalba- Colaboro com idéias, com trabalho. Acredito nas parcerias e conheço ONGs sérias que realizam trabalhos que merecem destaque. Não vou citar nomes porque corro o risco de esquecer algum.
Max Almeida- Você defende a imposição dos impostos ecológicos?
Rosalba- O que seriam impostos ecológicos? Se tributos, sou terminantemente contra. Acredito e trabalho pela consciência ecológica, essa sim, é capaz de modificar o mundo.
Max Almeida- Os delitos consensuais como drogas ou prostituição devem ser legalizados?
Rosalba- Não. Devem ser combatidos com a responsabilidade que o problema exige.
Max Almeida- Qual é seu ponto de equilibro entre trabalhar para viver ou viver para trabalhar?
Rosalba- Trabalhar é viver.
Max Almeida-Que técnicas funcionam para você para acalmar a mente em momentos de muita tensão?
Rosalba- Gosto de bater a palma das mãos. Energiza e acalma. Também respiro e conto até 10, tempo suficiente para buscar o equilíbrio emocional.
Max Almeida- Qual é a maior perda que você encaixou em sua vida?

Rosalba- Minha mãe Conchecita e meus irmãos Pedro Ciarlini e Concita.
Max Almeida- Um pequeno prazer que para você é muito grande.
Rosalba-Estar com minha família.
Max Almeida- São cinco da tarde do típico domingo. O que você está fazendo?
Rosalba- Na maioria das vezes voltando de alguma visita prazerosa ao interior, ouvindo o povo, buscando norte para o meu trabalho.
Max Almeida-Algo em que você é completamente incompetente
Rosalba- Mesmo nas tarefas e missões mais difíceis acredito na força do meu trabalho e na minha coragem de fazer acontecer.
Max Almeida- Algo que você ainda não tenha feito, mas que definitivamente quer fazer algum dia?
Rosalba-Executar políticas públicas que cheguem à casa de cada um dos norte-riograndense. Esse é um projeto que vou persistir e conseguir, se Deus quiser. Como senadora, apresentei mais de 50 proposições e emendas para os municípios. Mas, infelizmente, o legislativo, não executa.
Max Almeida- Qual é a melhor noticia que você viu publicada em sua vida?
Rosalba- Muitas que mudaram a vida do cidadão, mas,  recentemente a sanção da ZPE do sertão pelo presidente Lula me deixou entusiasmada. Esse projeto é de minha autoria e vai mudar a realidade econômica de RN, com geração de emprego e renda. A transformação da licença-maternidade de seis meses também é outra grata realização.
Max Almeida-A que outro lugar do mundo você se mudaria sem duvidar?
Rosalba- O RN é meu mundo. Nele formei uma família e conquistei a confiança dos meus conterrâneos. Essa é a minha terra. É meu chão.
Max Almeida-Um mau hábito que você superou.
Rosalba- Roer as unhas. Persisti e consegui.
Max Almeida-Uma palavra ou expressão que você ama.
Rosalba-Igualdade entre todos os cidadãos.
Max Almeida-Uma palavra ou expressão que você detesta.
Rosalba- Traição. De qualquer nível.
Max Almeida- O que você se imagina fazendo daqui a 30 anos?
Rosalba- Que profecia! Quero viver calmamente curtindo os netos e bisnetos,  consciente de que cumpri a missão que me foi confiada pelo povo. Tomara que chegue lá!
Max Almeida- Uma mensagem final?
Rosalba- Que  juntos possamos fazer o RN acontecer!

2ª Escola Bíblica de Férias:

1 comentários

Mais uma vez a Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Upanema está de parabéns pela iniciativa de proporcionar um momento de lazer e aprendizagem para os nossos pequenos (crianças). Podemos ver desde ontem pela manhã o empenho dos pais evangélicos e não evangélicos em mandar seus filhos para a 2° EBF que está sendo realizada na Escola Estadual José Calazans Freire das 8h00min às 10h30min.
Esperamos que a igreja continue assim proporcionando momentos voltados  a sociedade já que o poder público se torna cada vez mais deficiente, além da EBF (Escola Bíblica de Férias) a igreja promove eventos sócias, congressos evangelísticos e muito mais.
Tem muita gente que crítica essa denominação e seus seguidores, porém não conhecem seus reais objetivos, anseios, princípios e doutrina.
Diante de tudo isso quem ganha somos nós, o povo, a sociedade.

11º ENET: estudantes cobram mais avanços no ensino técnico:

0 comentários
Encontro que reúne mais de 500 estudantes em Natal (RN) inicia com balanço da luta do movimento secundarista; debate no ano eleitoral "traz mais esperanças", opina participante
 


Mais de 500 estudantes lotaram o ginásio do Instituto Federal de Tecnologia do Rio Grande no Norte IFRN, em Natal, na manhã desta segunda-feira, 25, para a abertura do 11º Encontro Nacional de Escolas Técnicas (ENET). O encontro que visa debater as principais questões referentes ao ensino técnico no Brasil, teve inicio às 10h e contou com a presença de diversos representantes e segmentos responsáveis pela qualidade e melhoria da educação pública em nosso país.
A primeira mesa de debates “O papel da educação profissional e o novo projeto de desenvolvimento do Brasil” foi composta por Yann Evanovick, presidente da UBES, Belchior Oliveira, Reitor do IFRN, Getúlio Marques, Diretor do Ministério da Educação (MEC/SETEC), Elisangela Lizardo, presidente da Associação nacional de Pós Graduandos (ANPG), Enilson Araújo, diretor-geral do Campus IFRN Natal-Central, George Câmara, vereador em Natal (PCdoB-RN) e Hugo Manso, professor do IFRN, representando o Partido dos Trabalhadores (PT).
O presidente da UBES, Yann Evanovick saudou os delegados e convidados do evento, cujo início coincidiu com o aniversário de 62 anos de história da entidade secundarista no domingo (24). Ele ressaltou o papel fundamental da UBES na construção da democracia em nosso país e na luta diária pela qualidade do ensino médio, principal responsável por alavancar a continuidade de perspectiva do estudante em concluir seus estudos e aprofundá-los.
Evanovick lembrou ainda o momento especial desse 11º ENET, que ocorre às vésperas das eleições presidenciais.
”Embora a UBES não venha (ou venha) a apoiar claramente um candidato especifico à presidência da República, a União Brasileira de Estudantes Secundaristas tem lado, e o lado no qual nós estaremos é do lado de quem fortalece a educação em nosso país, de quem pode dar um passo importante para a construção de um melhor ensino para o Brasil”.

Em seguida, o reitor do IFRN, Belchior Oliveira falou aos estudantes sobre a importante fase que a sociedade brasileira vivencia com as eleições. Para Belchior é chegada a hora de “escolhermos um representante que lute pela expansão e consolidação do ensino tecnológico no país”. Segundo ele, é fundamental o documento-relatório que será elaborado e apresentado no 11º ENET para que se “dê um passo importante na construção de uma educação tecnológica de qualidade” em nosso país. A ideia é que este seja uma plataforma estudantil específica dos alunos das técnicas, que será entregue aos presidenciáveis para que assinem e o adotem em seus programas de governo.
O diretor do MEC, Getúlio Marques, explicitou qual o papel que o Ministério da Educação tem realizado nos últimos anos, com ênfase, sobretudo, nos ajustes e expansões do ensino técnico nos estados brasileiros nas duas últimas décadas. “Só a partir do governo Lula, em 2003, as mudanças ocorreram significativamente, pulamos de 140 para 354 novas escolas federais”, afirmou Marques. “Além do mais, houve um processo de interiorização do ensino técnico. Antes só havia escolas técnicas na capitais ou em cidades litorâneas. Para se ter uma ideia, no Rio Grande do Norte tínhamos duas instituições de ensino, hoje são quinze unidades.”
A presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) também deixou um recado à plateia. Elisangela Lizardo falou da importância dos estudantes secundaristas, chamando-os de “futuros cientistas” co-responsáveis pelo progresso e futuro do país. Para ela, o desenvolvimento e o sucesso do Brasil estão relacionados diretamente aos investimentos na educação pública de qualidade. Elisangela afirmou também a importância de bolsas de iniciação cientifica para o ensino médio e tecnológico, fundamentais para que se tenha mais pesquisa, e com isso, mais empregos e mais geração de renda. O representante do PT, Hugo Manso ressaltou a importância do evento para o ensino público brasileiro, ao valorizar o papel da juventude no desenvolvimento da nação. Hugo também defendeu mais escolas no combate à disseminação das drogas entre a juventude.
Já o vereador de Natal George Câmara, representando o PCdoB, iniciou sua intervenção parabenizando a UBES pelo papel que tem na atual conjuntura ao debater a necessidade de um ensino técnico vinculado a educação que forma a cidadania. O parlamentar recordou que a data de abertura do 11 ENET também é a mesma da perda dos militantes do movimento social no Rio Grande do Norte, Glênio Sá, Alírio Guerra e Chicão que há 20 anos morreram. Como homenagem, o plenário deu uma salva de palmas a esses lutadores.
Ao encerrar a primeira mesa de debates do ENET, Evanovick convocou a juventude a debater o Projeto Brasil, que será apresentado aos candidatos à presidência da Republica, como forma de contribuir com os planos de governo voltados à educação.

Apreensão, entusiasmo e esperança: secundaristas opinam sobre o ENET
Pernas inquietas e olhar apreensivo. Esse foi o cenário que marcou a mesa inaugural de discussão na abertura oficial de debates do 11º Encontro Nacional de Escolas Técnicas (ENET), da UBES.

Atentos às discussões da primeira mesa de debates, os jovens vindos de todos os cantos do país contaram ao EstudanteNet suas ideias sobre a contribuição que o encontro pode dar para melhorar a qualidade do ensino técnico no Brasil.
A estudante Tarsila Barbosa, do campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN), afirma ter perdido diversos bons professores por conta da má distribuição de verbas feita entre as escolas técnicas, refletindo na qualidade do ensino. “Perdi muitos professores, remanejados a outras unidades no intuito de equipar todas as instituições do Rio Grande do Norte no quesito qualidade, mas o que aconteceu foi justamente o contrário. Tenho medo que isto ocorra no resto do Brasil”.
Para equiparar a qualidade das aulas em todas as ETs do Brasil, Fernanda Figueiredo, também da IFRN, diz que são necessários investimentos não só na estrutura física da instituição, mas principalmente no profissional de ensino que atua diretamente com os jovens. “Quando existem professores motivados, seja com um salário a altura de sua responsabilidade, seja com condições de trabalho adequadas, a produtividade escolar e o aprendizado crescem muito”, declarou.
 “Este evento sendo realizado em um ano eleitoral nos permite ter mais esperança. O ENET veio para dar um ‘empurrão’ e nortear os rumos da educação deste segmento de ensino no país”, afirmou esperançoso Marlos Couto, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG).

 

Prefeitura Municípal de Upanema.

0 comentários
Na próxima semana a diretoria do GEAF estará solicitando oficialmente o patrocínio da Prefeita Maria Estela Freire para a organização do I - Congresso Estudantil do Município de Upanema.

Só para adiantar foram confirmadas até o momento caravanas das cidades citadas a baixo:

Campo Grande
Paraú
Caraúbas
Mossoró
Areia Branca
Patú
Parnamirim
Macaiba
Extremos

Lembro que as inscrições ainda não deram início porém o número de pessoas oficialmente confirmadas é surpreendente, esse evento vai bomba.

Falta a confirmação de mais 25 caravanas. 

50º CONUNE - Ato Fora Meirelles

1 comentários
video
Esse é um exemplo da luta estudantil do Brasil, luta essa que deve continuar.

Motivo de vergonha para nossa cidade: No Signal!

0 comentários

Em nossa cidade já virou rotina reclama do sinal de internet, TIM, rádio e agora temos que reclamar do sinal de TV que a cada dia fica pior. Não sabemos o porquê quer as pessoas responsáveis por estes sinais não regulamentam e definitivamente ajeitam, por certo querem realmente levar um processo por danos morais do consumido.
As pessoas quando chegam aqui tentam se comunicar com outras em cidades distantes e não conseguem isso por que a TIM veio só instalar – se em Upanema para tomar espaço público e a internet que vez e outra caem.
Já passou do basta, temos que tomar atitudes drásticas. AS ASSINATURAS CADÊ SERVIRAM DE QUE? PRA NADA COMO SEMPRE!

Cadê as notícias:

1 comentários
Devido o recesso escolar estamos sem muito conteúdo para divulgar neste blog, porém todos os dias estaremos disponibilizando informações nesse blog referente ao municipio de Upanema.

Sobre a BR – 110

1 comentários

Agora que está cada vez mais próximo da cachorrada da campanha eleitoral saiu o resultado da licitação da BR – 110, é no Brasil as coisas só funcionam assim em tempo de campanha, onde todo mundo consegue o que quer.
Iremos apenas saber se essa BR sai antes da campanha por que se fica pra depois ele só vai sair daqui a mais 50 anos de espera.
Ache ruim quem quiser doa a quem doer a verdade é essa, e precisa ser dita por alguém.

Visita ilustre:

2 comentários
Nossa cidade recebera nos dias 09 e 10 de agosto a visita da diretoria da URNE, os mesmo viram a nossa cidade para fazer carteirinhas de estudantes, uma vez que a parceria entre a ANE e GEAF foi rompida. Esses passarão dois dias em nossa cidade juntamente com a diretoria do GEAF da Escola Estadual José Calazans Freire, o local onde serão feitos as carteirinhas é na sede do grêmio da referida escola.


Sem dúvidas iremos mostrar os nossos cartões postais para as nossas autoridades estudantis.

Modificações do blog e agradecimentos...

1 comentários
Caro leitor no anseio de tornar o nosso blog em um meio de comunicação interativo com vocês fizemos algumas modificações necessárias para a melhor visualização entre outras coisas, modificamos o designe do blog e configuramos seu conteúdo, más não fizemos isso sozinhos tivemos a ajuda do jovem Gil Jadson aqui de nossa cidade más que reside na capital metropolitana de nosso estado, o mesmo trabalha em uma empresa de configurações e manutenções de site da internet.

Queremos agradecer ao nosso grande amigo Gil Jadson...

Aldo Carvalho.

0 comentários
Nosso amigo e professor Aldo Carvalho criou um blog a poucos dias, porém esse blog já tem um grande número de acesso graças a tranparências dos fatos occorridos e muitas vezes omitido pela sociedade, esse não tem medo de colocar a "boca no tranbolho" e fala tudo o que muitos não querem ouvir.

Queremos aqui prestigiar o professor Aldo Carvalho e dizer que ele faz o que a midia local não faz...

Politíca: Rosalba Cearline.

0 comentários

A diretoria do Grêmio Estudantil Valdemar dos Pássaros do IFRN, campus Mossoró manifesta apoio a candidata ao governo do estado Rosalba Ciarlini do DEM/RN, o presidente desta entidade está fazendo manifestação e muito mais em nosso estado em prol da candidata.

O presidente Edinael Castro do Grêmio Estudantil Aldo Felinto (GEAF) recebeu à ligação do Sr. Lindemberg Kennedy Silva Amaral (Berg) que é presidente do Grêmio Estudantil Valdemar dos Pássaros (GEVP) do IFRN Mossoró, o mesmo nos pediu para que nós pudéssemos organizar um encontro de estudantes aqui de nossa cidade para manifesta o mesmo apoio.

Esse será tema de debate.

Por: Órgão de divulgação do GEAF - Assessoria da presidência.

GEAF participará do ENET 2010

0 comentários
A diretoria do Grêmio Estudantil Aldo Felinto recebeu o convite da UBES do Rio de Janeiro  para participar do ENET ( Encontro Nacional de Escolas Técnicas) que se realizará no IFRN (Instituto Federal do Rio Grande do Norte) em Natal nos dias 25, 26 e 27 de julho e concerteza o GEAF marcara presença.

Presidenciável

0 comentários

A evangélica Marina Silva, da Assembleia de Deus em Brasília (DF), ex-ministra do Meio Ambiente e pré-candidata à presidência da República, nas eleições de outubro deste ano, pretende visitar o maior número de igrejas evangélicas possíveis por este Brasil afora em prol da sua candidatura ao Palácio do Planalto.

Fonte: Blog da ASSEMBLÉIA DE DEUS DE PATU/RN

Saiba o que fazer quando chegar a Natal para o 11º ENET

0 comentários
A 11ª edição do Encontro Nacional de Escolas Técnicas (ENET) da UBES está cada vez mais próxima. Entre os dias 25 e 27 de julho, estudantes de todos os estados vão se reunir em Natal, no Rio Grande do Norte, que irá receber o encontro este ano

Daqui a alguns dias todos estarão com malas prontas e com os pés na estrada em direção ao nordeste. O lugar escolhido para os debates é o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN), localizado no bairro Tirol.

Para não ficarem dúvidas quanto a chegada na cidade, o alojamento, credenciamento, transporte e alimentação, o portal Estudante Net elaborou algumas dicas. Confira 
1º Passo: credenciamento
Ao chegar na cidade, a primeira coisa a ser feita é se dirigir até o IFRN para providenciar o credenciamento. O posto de credenciais estará em uma das salas do Instituto. A taxa de inscrição para os estudantes que irão participar do ENET é de R$ 20,00, e dará direito a alojamento, transporte, alimentação e acesso a todas as atividades oferecidas.
2º Passo: alojamento
As escolas que ficam nas proximidades do IFRN servirão de alojamento para os estudantes. Não esqueça de levar colchões, cobertores e travesseiros. Para quem preferir, barracas de acampamento são uma boa opção.
3º Passo: transporte
Os ônibus farão o transporte dos estudantes todos os dias, pela manhã, direto para o IFRN, retornando somente no final das atividades ao alojamento. Portanto, não marque bobeira!
4º Passo: alimentação. No ato do credenciamento, ticket’s serão entregues, garantindo, assim, a refeição dos 3 dias de ENET.

Atenção - Direito de Resposta:

0 comentários
Caros seguidores queremos aqui informa a todos que o nosso blog foi vítima do roubo de domínio, ou seja, alguém descobriu a nossa senha e por maldade postou críticas e assuntos que somente a diretoria do Grêmio Estudantil Aldo Felinto estava sabendo até o momento. 

Ainda não se sabe ao certo se foi algum membro do grêmio que quebrou o sigilo do inquérito e usou seu cargo para prejudicar a imagens do presidente Edinael castro, más concerteza esse será punido caso seja ou não do grêmio.

Nosso blog terá a senha modificada para que isso não venha mais acontecer e a postagem só não foi removida por que já teve um grande número de comentários (recusados é claro)
Direito de Resposta:

De maneira nenhuma eu, Edinael Castro, expressei ter opção partidária, no entanto, todo cidadão tem seus direitos e anseios assim como eu, e caso eu tenha esta opção política não é direito de ninguém criticar, por que pluripartidarismo faz parte da nossa política brasileira e também da democracia.

Por tanto que fique bem claro que eu não tenho escolha partidária e sou um cidadão que vota pelas propostas apresentadas e não por outros motivos.

Escolha partidária não é bom para o nosso país.

É claro que essas críticas são devido ao ano eleitoral tanto no país como também na administração do GEAF e os alunos que fazem oposição ao grêmio querem desde o inicio da nossa administração nos prejudicar.